A LindenBier

A cervejaria artesanal LindenBier renasceu de um sonho antigo de 1933, juntamente com a chegada dos imigrantes austríacos no Brasil, especificamente na Colônia Papuã (atualmente Treze Tílias), na época liderada pelo desbravador e Ministro da Agricultura da Áustria, Sr. Andréas Thaler.
Decidido a fazer um programa de colonização para contornar a grave crise econômica que antecedeu a Segunda Guerra Mundial, encontrou aqui as terras prósperas nas quais fundou a futura Colônia Dreizehnlinden.
Preocupado com o destino da comunidade diante das dificuldades já previstas, trouxe consigo profissionais e equipamentos das mais variadas áreas, inclusive matéria-prima e utensílios para a fabricação de cerveja artesanal,  preconizando assim o reinício da Terra Prometida.
Nos anos 1980, o então prefeito Sr. Afonso Dresch, principal protagonista e pai do Turismo em Treze Tílias, juntamente com o primeiro Secretário de Turismo do município, Sr. Bernardo Moser, buscaram por meio de parcerias o retorno do sonho de inaugurar a LindenBier, o que se mostrou novamente inviável por conta do monopólio das grandes cervejarias na época.

Nasce uma cervejaria no ramo hoteleiro

Em 2013, buscando inovar e conceituar de forma pioneira o ramo hoteleiro no Brasil, o Treze Tílias Park Hotel concretiza o sonho rompendo barreiras ao produzir a LindenBier, uma legítima “Hausbrauerei” (Cerveja Artesanal) de acordo com a lei da pureza Reinheitsgebot, introduzida no mundo cervejeiro pela Alemanha: a primeira cervejaria artesanal. Não obstante, em 2015, firmou parceria com o FIESC/SENAI para realizar a primeira escola austríaca de cerveja artesanal em Treze Tílias.

LindenBier, o poema

O nome LindenBier surgiu do poema épico de Friedrich Wilhelm Weber, (25/12/1813 – 05/04/1984) em Nieheim, cujo poema fala sobre treze árvores de Tílias, que empresta o nome à cidade de Treze Tílias – Dreizehnlinden.

A LindenBier

A cervejaria artesanal LindenBier renasceu de um sonho antigo de 1933, juntamente com a chegada dos imigrantes austríacos no Brasil, especificamente na Colônia Papuã (atualmente Treze Tílias), na época liderada pelo desbravador e Ministro da Agricultura da Áustria, Sr. Andréas Thaler.
Decidido a fazer um programa de colonização para contornar a grave crise econômica que antecedeu a Segunda Guerra Mundial, encontrou aqui as terras prósperas nas quais fundou a futura Colônia Dreizehnlinden.
Preocupado com o destino da comunidade diante das dificuldades já previstas, trouxe consigo profissionais e equipamentos das mais variadas áreas, inclusive matéria-prima e utensílios para a fabricação de cerveja artesanal,  preconizando assim o reinício da Terra Prometida.
Nos anos 1980, o então prefeito Sr. Afonso Dresch, principal protagonista e pai do Turismo em Treze Tílias, juntamente com o primeiro Secretário de Turismo do município, Sr. Bernardo Moser, buscaram por meio de parcerias o retorno do sonho de inaugurar a LindenBier, o que se mostrou novamente inviável por conta do monopólio das grandes cervejarias na época.

Nasce uma cervejaria no ramo hoteleiro

Em 2013, buscando inovar e conceituar de forma pioneira o ramo hoteleiro no Brasil, o Treze Tílias Park Hotel concretiza o sonho rompendo barreiras ao produzir a LindenBier, uma legítima “Hausbrauerei” (Cerveja Artesanal) de acordo com a lei da pureza Reinheitsgebot, introduzida no mundo cervejeiro pela Alemanha: a primeira cervejaria artesanal. Não obstante, em 2015, firmou parceria com o FIESC/SENAI para realizar a primeira escola austríaca de cerveja artesanal em Treze Tílias.

LindenBier, o poema

O nome LindenBier surgiu do poema épico de Friedrich Wilhelm Weber, (25/12/1813 – 05/04/1984) em Nieheim, cujo poema fala sobre treze árvores de Tílias, que empresta o nome à cidade de Treze Tílias – Dreizehnlinden.